jusbrasil.com.br
14 de Dezembro de 2018

Polêmica: Fiat Elba virou Ferrari. A Era petista acelerou a corrupção no Brasil

Gamaliel Gonzaga, Estudante de Direito
Publicado por Gamaliel Gonzaga
há 3 anos

Em 1992, o então presidente Fernando Collor de Mello caiu por causa de um carro Fiat Elba comprado com dinheiro sujo do esquema de Paulo César Farias, usado em sua residência oficial conhecida como “Casa da Dinda” – e hoje avaliado em pouco mais de 15 mil reais.

Polmica Fiat Elba virou Ferrari A Era petista acelerou a corrupo no Brasil

Na manhã desta terça-feira, 23 anos depois, a Operação Politeia, da Polícia Federal, apreendeu na mesma “Casa da Dinda” os automóveis de luxo do senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), entre eles um Porsche, uma Ferrari vermelha e um Lamborghini – só este último avaliado em 3 milhões de reais.

Na delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia e amigão do Lula, Collor foi citado como destinatário de 20 milhões de reais em propina, pagos pela construtora entre 2010 e 2012, para que o senador defendesse interesses da companhia com a BR Distribuidora.

Na delação do doleiro Alberto Youssef, Collor também foi citado como beneficiário de propina na subsidiária da Petrobras.

Seu antigo Fiat Elba, com motor 1.5, acelerava de 0 a 100 km/h em 14,8 segundos.

Sua Ferrari 458 Italia, com motor de 4,5 litros e 8 cilindros em V, acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,4 segundos, ou seja: quatro vezes mais rápido que o Fiat Elba.

A amostra é clara.

A Era petista acelerou a corrupção no Brasil.

Fonte: PolêmicaPB http://http//www.polemicaparaiba.com.br/polemicas/polemica-fiat-elba-virou-ferrariaera-petista-acelerouacorrupcao-no-brasil-por-felipe-moura-brasil/

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Muito boa a comparação e o resultado (a foto do antes e depois então é ótima!) rsrs
Uma boa noite
Abraço meu amigo continuar lendo

Olá minha amiga Elane!
Pois é, fica muito interessante compararmos o "velho" estilo de corrupção e lavagem de dinheiro com o "novo" estilo, e podermos observar que as práticas e os personagens envolvidos na presente história são quase os mesmos.
Obrigado pela participação! continuar lendo